Parceria entre Sicoob Coopecredi, ABAG/RP e Confebras leva cooperativismo às escolas

 

Valores como a cooperação e o papel de uma cooperativa de crédito foram transmitidos a 242 crianças da EMEB Professora Marlene Riotto Louzada, de Guariba, no dia 5 de dezembro. Estamos falando de uma iniciativa piloto baseada no projeto Cooperaeduca, da Confederação Nacional das Cooperativas de Crédito (Confebras). A ação na escola foi promovida pelo Sicoob Coopecredi, em parceria com a Associação Brasileira do Agronegócio da Região de Ribeirão Preto (ABAG/RP).

O objetivo do Sicoob Coopecredi é disseminar a Educação Cooperativista e Financeira para crianças e adolescentes, visto que a qualidade de vida das pessoas está intimamente ligada à saúde financeira delas. O uso consciente dos recursos financeiros, desde cedo, por exemplo, contribui para a formação de adultos capazes de administrar as próprias finanças. A partir de iniciativas como o Cooperaeduca, pretende-se contribuir para uma sociedade mais autônoma e desenvolvida. Organizando as atividades estava a equipe do Sicoob Coopecredi, composta por Anderson Francisco Oliveira, André Luis da Silva, Carlos Eduardo Araújo, Erick Ferreira de Souza, Joyce Helena Peres Fernandes, Lívia Maria Garavello e Verônica de Souza Berbel.

O Diretor Financeiro do Sicoob Coopecredi lembra que a intenção da Cooperativa é disseminar e fomentar a Educação Cooperativista e Financeira para crianças, a partir do projeto desenvolvido pela Confebras chamado “Cooperaeduca: cooperar e poupar também é coisa de criança”. “É um projeto pioneiro e inovador que busca divulgar e fomentar a cultura da Cooperação e a Educação Financeira, bem como a importância da cultura de poupar desde cedo, principalmente na fase da infância, pois as crianças são o futuro do País e precisam fazer uso consciente do dinheiro, afim de serem adultos capazes de administrar suas próprias finanças”, explicou Ismael Perina Junior.

O projeto apresentou o cooperativismo de maneira lúdica, a partir de vídeos e jogos cooperativos, para crianças de 6 a 12 anos de idade, do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. A iniciativa contemplou as turmas da manhã e da tarde, e contou com a presença da presidente do Conselho da ABAG/RP, Mônika Bergamaschi, e de toda equipe executiva da Associação, que criou a gincana e colaborou na coordenação dos trabalhos.

“A educação financeira é muito importante, assim como o conhecimento sobre os valores da cooperação e o cooperativismo. Sabendo que o nosso carro-chefe é a educação, o Sicoob Coopecredi propôs esta parceria para, juntos, realizarmos o projeto de uma forma lúdica. Pensamos na gincana, elaboramos as provas e mostramos que para conquistar os objetivos de bem comum é preciso cooperar”, destacou Mônika, lembrando que a ABAG/RP, nos 18 anos de existência, já atendeu 238 mil alunos das escolas da região em seu Programa Educacional “Agronegócio na Escola”.

Princípios do cooperativismo para uma sociedade melhor

Participantes do Cooperaeduca, realizado na escola Professora Marlene Riotto Louzada, de Guariba, comentam a iniciativa.

“Foi a primeira vez que participamos do Cooperaeduca, e aprovamos a iniciativa. A cooperação é necessária e importante em qualquer área, e o ato de cooperar, colaborar, é um valor que deve ser passado desde cedo”, observou a diretora da escola, Marlene Fernandes Banhato.

Entre as crianças a aceitação foi unânime. “A gente tem sempre que trabalhar se quiser vencer. Aprendi isso hoje”, resumiu Helen Luiza Radeiro Viana, de 10 anos, aluna do 5º ano. Segundo Helen, que foi líder de seu grupo, ninguém consegue nada sozinho, nem mesmo estando em posição de liderança.

Gabrielly Vitória Baroni de Arruda, de 8 anos, aluna do 3º ano, conta que achou muito legal trocar um dia de aulas para aprender coisas novas, de uma maneira diferente.

“Adorei aprender brincando! A parte que mais gostei foi a limpeza do lago. O que mais aprendi? Sobre cooperação”, disse Gabrielly.

Harlley Santos Araújo, de 10 anos, aluno do 4º ano, explicou que aprendeu muita coisa, como a contribuição de uma cooperativa de crédito às pessoas. “Cooperar é um ajudar o outro”, afirmou.

Depois das brincadeiras, as crianças participaram de uma confraternização com lanche e música. O lanche, na visão delas, foi uma conquista e foi “pago” com as “moedas” adquiridas pelas equipes durante as provas. Dessa forma, puderam colher os benefícios da educação financeira e do trabalho em cooperação.

Gincanas reforçaram o trabalho em cooperação

Nas gincanas realizadas durante o Cooperaeduca, as provas transmitiram conhecimento sobre cooperativismo e educação financeira.

A primeira prova – “Conhecer para Cooperar” – tinha o objetivo de testar os conhecimentos sobre os princípios e valores do cooperativismo apresentados nos vídeos, por meio de perguntas e respostas.

A prova 2 – “Ponte da Cooperação” – visava mostrar a necessidade de cooperação para alcançar o sucesso, que, no caso, era a travessia da equipe por um rio imaginário, com suas plataformas e desafios.

A prova 3 – “Cooperação e Sustentabilidade” – visava passar valores de respeito ao meio ambiente, destinação correta e reciclagem de resíduos sólidos e, portanto, as crianças tinham que limpar a poluição de um “lago”, o que só foi possível por meio da ajuda mútua.

A prova 4 – “Um por todos, todos por um” – perpetuava o valor central do cooperativismo com as crianças montando um quebra-cabeça e conquistando os diferentes prêmios. O objetivo só poderia ser alcançado, no entanto, se todas as equipes unissem forças, em busca do bem comum.

Produção: Neomarc Comunicação (Texto/fotos – Renata Massafera).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *